Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Pode chegar a 14 o número de envolvidos em orgia com criança; Polícia investiga



Três pessoas foram detidas ontem, entre elas dois adolescentes, mas liberadas após prestarem depoimento por não terem sido pegas em flagrante

O caso foi registrado na Delegacia de Remígio
















Pode chegar a 14 o número de jovens e adolescentes que participou de orgia envolvendo um menino de 8 anos,no município de Remígio, no Agreste paraibano. A prática sexual veio à tona nesta terça-feira (26), após a repercussão na cidade com o compartilhamento de um vídeo mostrando cenas de sexo.  
Três pessoas foram detidas ontem, entre elas dois adolescentes, mas liberadas após prestarem depoimento por não terem sido pegas em flagrante. Na saída da delegacia, um dos suspeitos tentou agredir uma equipe de TV de Campina Grande.
O delegado da Polícia de Civil, Lamartine Lacerda, informou que vai pedir a prisão preventiva de todos os envolvidos. Em entrevista ao Portal Correio, o delegado tratou como “Repugnante” as imagens gravadas em vídeo.
A criança revelou durante depoimento, que ela estava sendo forçada a praticar sexo com os adolescentes já há algum tempo. O último ato teria ocorrido na semana do Carnaval, às margens de um açude.
“O depoimento do garoto é muito contundente. Ele tem um poder de discernimento e não entra em contradição. O menino disse que estava sendo abusado há cerca de dois anos e não tinha denunciado por ter medo de ser morto. Um dos envolvidos é primo da vítima. Os outros são vizinhos e amigos do garoto. A criança disse que na semana do Carnaval fez sexo com os rapazes em troca de uma máscara de carnavalesca”, comentou Lamartine Lacerda, revelando que um dos adolescentes detidos confessou participação na orgia.
Segundo a Polícia Civil, a criança foi retirada da cidade temendo a integridade física dela. “Como os envolvidos ainda continuam soltos, decidimos tirá-la da cidade para que a criança não sofra algum tipo de espancamento. O Conselho Tutelar vai encaminhar o garoto para tratamento psicológico”, disse o policial.
O delegado informou que a mãe da criança denunciou o crime à Polícia Civil após constatar que um vídeo estava sendo compartilhado na cidade, onde seu filho aparece fazendo sexo oral com um rapaz. Ainda de acordo com Lacerda, a criança revelou durante depoimento, que ela estava sendo forçada a praticar sexo com os adolescentes já há algum tempo. O último ato teria ocorrido na semana do Carnaval, às margens de um açude.
O delegado adiantou que a vítima será encaminhada para exame de conjunção carnal. Lamartine Lacerda disse que os três adultos, caso sejam condenados, poderão pegar até 24 anos de prisões. Já os adolescentes, podem responder à medida socioeducativa.
http://portalcorreio.uol.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário