Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Evangelho do Dia: (Mt 25,14-30) - sábado, 1º de setembro de 2018

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos esta parábola: “Um homem ia viajar para o estrangeiro. Chamou seus empregados e lhes entregou seus bens. A um deu cinco talentos, a outro deu dois e ao terceiro, um; a cada qual de acordo com a sua capacidade. Em seguida viajou. O empregado que havia recebido cinco talentos saiu logo, trabalhou com eles, e lucrou outros cinco.

Do mesmo modo, o que havia recebido dois lucrou outros dois. Mas aquele que havia recebido um só saiu, cavou um buraco na terra, e escondeu o dinheiro do seu patrão. Depois de muito tempo, o patrão voltou e foi acertar contas com os empregados. O empregado que havia recebido cinco talentos entregou-lhe mais cinco, dizendo: ‘Senhor, tu me entregaste cinco talentos. Aqui estão mais cinco que lucrei’.

O patrão lhe disse: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!’ Chegou também o que havia recebido dois talentos, e disse: ‘Senhor, tu me entregaste dois talentos. Aqui estão mais dois que lucrei’. O patrão lhe disse: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!’

Por fim, chegou aquele que havia recebido um talento, e disse: ‘Senhor, sei que és um homem severo, pois colhes onde não plantaste e ceifas onde não semeaste. Por isso fiquei com medo e escondi o teu talento no chão. Aqui tens o que te pertence’. O patrão lhe respondeu: ‘Servo mau e preguiçoso! Tu sabias que eu colho onde não plantei e que ceifo onde não semeei? Então devias ter depositado meu dinheiro no banco, para que, ao voltar, eu recebesse com juros o que me pertence’.

Em seguida, o patrão ordenou: ‘Tirai dele o talento e dai-o àquele que tem dez! Porque a todo aquele que tem será dado mais, e terá em abundância, mas daquele que não tem, até o que tem lhe será tirado. Quanto a este servo inútil, jogai-o lá fora, na escuridão. Ali haverá choro e ranger de dentes!’”

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Presidente de câmara de vereadores é assassinado no local de trabalho

José Roberto chegava à Câmara, quando foi morto a tiros, mas ainda não se sabe o motivo da ação
Foto: Reprodução
Momento do crime
O presidente da Câmara de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, foi assassinado no início da tarde desta sexta-feira (31), no local de trabalho. José Roberto de Oliveira Martins (PRTB), de 53 anos, morreu na hora.


O crime aconteceu por volta de meio-dia. Três homens chegaram em um carro e atiraram contra o veículo do presidente.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), José Roberto chegava à Câmara, quando foi morto a tiros, mas ainda não se sabe o motivo da ação.

José Roberto de Oliveira Martins
(Foto: Reprodução/WhatsApp)
No carro, estava sua esposa e mais pessoas que também foram atingidas e levadas ao hospital sob escolta policial. Os criminosos ainda pegaram um objeto no carro, que provavelmente seria uma arma, segundo a PM.

José Roberto já respondia a diversos crimes, como calúnia, ameaça, disparo de arma de fogo, porte ilegal de arma e violência contra a mulher. Ele também foi testemunha de outros crimes como homicídio.

Tribuna do Ceará com informações da repórter do Barra Pesada, Luciana Lemos

Aluno da UFCG vence competição de programação como melhor das Américas

Competição mundial organizada por russos teve 8 meses de baterias com até cinco horas diárias
O estudante Felipe Mota, do 5º período do curso de Ciência da Computação da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), conquistou o título de melhor competidor das Américas na XVIII Open Cup. O evento é uma copa mundial de programação organizada por russos. A premiação foi entregue nesta quinta-feira (30), em Zurique, na Suíça.


Para conquistar o título, o estudante precisou enfrentar maratonas exaustivas de cinco horas de competição a cada quinze dias, em média, durante oito meses. Felipe concorreu com 1.025 participantes de todo o mundo, que disputaram 19 etapas virtuais, realizadas de setembro de 2017 a maio deste ano.

Segundo Felipe Mota, o mais difícil foi superar o cansaço e acreditar em si. “No início, foi muito difícil, porque as disputas aconteciam às 5h da manhã e eu não estava acostumado a acordar nesse horário. Foi muito cansativo. E como eu não fui bem nas duas primeiras etapas, precisei ter muita força de vontade para seguir em frente e acreditar que iria melhorar. Com o tempo fui conseguindo”, resumiu.

O estudante já foi destaque em diversas competições de programação, a exemplo da Maratona de Programação da Sociedade Brasileira de Computação, Olimpíada Brasileira de Computação e do mundial ACM/ICPC (International Collegiate Programming Contest) – esta última considerada a maior competição do mundo de programação em nível superior.

O certificado de Felipe Mota como melhor competidor das Américas na XVIII Open Cup foi entregue a Felipe Abella, ex-aluno e competidor da UFCG, que atualmente trabalha na multinacional Google em Zurique, e representou o ganhador. Segundo ele, durante a premiação os organizadores elogiaram o progresso e a dedicação da UFCG nas competições de programação, conquistando lugares de destaque.

G1 PB

Duas agências dos Correios são assaltadas na Paraíba

Casos ocorreram durante a manhã desta sexta-feira, em Campina Grande e Araruna
Foto: Reprodução/WhatsApp
Agência dos Correios em Araruna
Duas agências dos Correios foram assaltadas nas cidades de Campina Grande e Araruna, no Agreste da Paraíba, respectivamente por volta das 9h20 e 10h desta sexta-feira (31). Na primeira ocorrência, dois bandidos estariam envolvidos, já na segunda, se trataria de um único assaltante, segundo a Polícia Militar.


De acordo com a PM de Campina Grande, os criminosos teriam realizado o assalto na agência da cidade após pularem a parte de trás da agência, que fica próxima à Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), no bairro Bodocongó, Zona Oeste da cidade.

Quando anunciaram o assalto eles chegaram a trancar dois funcionários da agência e teriam roubaram cerca de R$ 200, dois aparelhos celulares e o revolver do vigilante.

Sobre Araruna, por sua vez, a polícia relata que um homem, com identificação ainda desconhecida, estacionou uma moto próxima a agência, em seguida teria entrado no local solicitando cartas, depois abordou o vigilante tomando a arma dele, voltou para a moto e saiu levando cerca de R$ 1 mil do caixa.

Nos dois casos, os bandidos conseguiram efetuar fuga com os pertences e até o fechamento dessa matéria ainda não haviam sido identificados e encontrados pela polícia.

Mayara Oliveira - Portal Correios

Mototaxista é baleado na nuca após corrida com suspeito em Campina Grande

Vítima está na UTI com estado de saúde grave. Nenhum suspeito foi localizado

Um mototaxista foi baleado na noite desta quinta-feira (31) em Campina Grande. De acordo com a Polícia Militar, Stephan Barbosa Leal, de 31 anos, foi atingido com um disparo de arma de fogo na nuca. O suspeito teria pego uma corrida e, em seguida, atirado na vítima.


Segundo a polícia, o caso aconteceu na rua Maria Arruda Figueiredo, no bairro Monte Santo. Após ser atingido, o mototaxista foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

Na manhã desta sexta-feira (31), o hospital informou que Stephan Barbosa deu entrada às 20h e permanece internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) com estado de saúde grave.

Até as 10h desta sexta, as informações da polícia eram de que nenhum suspeito do crime havia sido localizado. A Polícia Civil investiga o caso.

G1 PB

Suspeitos de matar sargento discutem na Central de Polícia; vídeo

Segundo o delegado Wagner Dorta, da Delegacia de Crimes contra Patrimônio, o trio “vinha aterrorizando não somente João Pessoa, como também a região metropolitana”
Foto: Reprodução/TV Correio 
Suspeitos discutem sobre mentoria do crime
Os suspeitos de assassinar o sargento do Corpo de Bombeiros Josélio de Souza Leite, no início da tarde dessa quinta-feira (30), foram definidos pela Polícia Civil como “equipe perigosa”. Eles foram presos à noite, horas após o crime, que aconteceu na sede da corporação, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Imagens de circuitos de segurança registraram os momentos em que o sargento é atingido por tiros e em que os suspeitos fogem em uma motocicleta.


Segundo o delegado Wagner Dorta, da Delegacia de Crimes contra Patrimônio, o trio “vinha aterrorizando não somente João Pessoa, como também a região metropolitana”. Ele contou que a polícia tem conhecimento de que o mesmo trio praticou assaltos em fazendas, de onde foram roubadas armas de fogo.

O interesse dos suspeitos em atacar o sargento também seria roubar a arma usada por ele. De acordo com o coronel Valério, o primeiro suspeito a ser preso – Natan Afonso de Carvalho, de 18 anos, piloto da moto – contou que arma seria vendida por R$ 6 mil. Ainda conforme o policial, o veículo usado no crime seria de um cunhado de Jonas Ribeiro Sobrinho, de 20 anos, apontado como atirador, o segundo suspeito a ser preso.

Jonas, por sua vez, teria cumprido plano proposto por  Thiago Ribeiro da Cunha, de 32 anos, presidiário do regime semiaberto, que cumpre medidas alternativas como faxineiro do prédio do Corpo de Bombeiros onde aconteceu o crime. A polícia afirma, com base em relato do próprio Jonas, que foi Thiago quem deu aos executores informações sobre a rotina do sargento e do trabalho prestado por ele na guarita da unidade militar.

Thiago foi o último entre os três suspeitos a ser preso e nega participação no crime. Ele chegou a discutir verbalmente com Jonas na Central de Polícia Civil. Veja no vídeo abaixo:


Tanto Jonas, quanto Natan se negaram a comentar o assunto na presença da imprensa. Porém, de acordo com o major Sidney, Natan confessou ser o condutor da moto e ter sido convidado para a ação criminosa por Jonas. “Um característica da prisão dele é que ele estava tranquilo em casa e se manteve tranquilo durante a revista. Quando averiguamos um celular, na frente dele, descobrimos que Jonas disse a ele para fugir. Ao ouvirmos esse áudio, ele já caiu em choro e confessou ser o condutor da moto”.

Amanda Gabriel/TV Correio

RETROSPECTIVA 2018: Prefeito é encontrado morto dentro do próprio carro com tiro na cabeça

Corpo foi encontrado dentro da caminhonete dele com um tiro na cabeça. Moisés Costa da Silva (MDB) estava em Miranorte visitando o prefeito da cidade
Foto: Leal Júnior/Divulgação
Policial interditou local onde caminhonete foi encontrada
O prefeito de Miracema do Tocantins, Moisés Costa da Silva (MDB), conhecido como Moisés da Sercon, foi encontrado morto na tarde desta quinta-feira (30). Segundo o irmão dele, Fidel Costa, ele estava em Miranorte e dispensou funcionários que o acompanhavam para fazer uma visita ao prefeito Antônio Carlos Martins (MDB). As cidades são vizinhas.


Isso aconteceu por volta das 11h. Os funcionários e a escolta ficaram aguardando Moisés Costa em um posto de combustíveis, mas ele não retornou. Ainda não foi confirmado se ele chegou a falar com o prefeito de Miranorte.

O corpo foi localizado horas mais tarde dentro da caminhonete dele em uma rodovia que liga Miranorte a Rio dos Bois. A Polícia Militar informou que ele estava sentado dentro da caminhonete e que tinha uma marca de tiro na cabeça.

Moisés Costa da Silva era prefeito de Miracema (Foto: Divulgação/Prefeitura de Miracema)

Um revólver 38 também foi encontrado com a vítima. A perícia foi chamada para o local. A Secretaria de Segurança Pública informou que o corpo do prefeito será levado para o Instituto Médico Legal de Palmas. A investigação ficará sob responsabilidade da delegacia de Miracema, mas equipes de Palmas vão dar suporte ao delegado da cidade.

Em nota, a prefeitura de Miracema disse que o prefeito não tinha inimigos e negou que ele usasse serviço de seguranças, como havia sido informado mais cedo. Eles disseram ainda que se trata de um homicídio.

Moisés Costa da Silva tinha 44 anos, era casado e trabalhou como empresário e contador em Miracema. Ele se candidatou a um cargo público pela primeira vez em 2016. Foi eleito prefeito de Miracema com 84% dos votos válidos e estava no primeiro mandato.

G1 TO

Vice-prefeito de CG tem carro e celular roubados durante assalto

Durante o crime, Enivaldo se encontrava jantando dentro de uma residência onde fazia uma visita
Foto: Divulgação
Enivaldo Ribeiro
O vice-prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro (PP), teve o carro e um celular roubados durante um assalto ocorrido no início da noite desta quinta-feira (30), no bairro Bodocongó, na Zona Oeste de Campina Grande, no qual foram abordados o motorista do político e um assessor, que o aguardavam do lado de fora de uma residência.


Durante o crime, Enivaldo se encontrava jantando dentro de uma residência onde fazia uma visita e não chegou a presenciar a ação, que teria sido cometida por uma dupla armada. Testemunhas informaram que os criminosos chegaram a pé e anunciaram o assalto, dizendo que queriam levar o carro, um Toyota Hilux SW4, fugindo em seguida conduzindo o veículo. O celular do vice-prefeito acabou sendo roubado, pois estava guardado dentro do automóvel. Ninguém foi agredido fisicamente na ocorrência.

A polícia foi acionada e o carro roubado foi encontrado intacto, mas sem a chave, no bairro das Malvinas, também na Zona Oeste da cidade, por volta das 20h. O celular não foi localizado até o fechamento desta matéria.

Através das redes sociais, o vereador Lucas Ribeiro (PP), neto de Enivaldo, fez um breve relato sobre o assalto e informou que está tudo bem com o avô.

Portal Correio com informações de Carlos Sousa, da 98 FM Campina Grande

Presos acusados do assassinato de sargento do Corpo de Bombeiros

Suspeitos detidos, de 18 e 20 anos, foram encaminhados para a Central de Polícia Civil da Capital
Imagem compartilhada no WhatsApp
O trio foi preso nessa quinta em João Pessoa
Foram presos na noite desta quinta-feira (30) os três suspeitos de atuar no assassinato do sargento do Corpo de Bombeiros Josélio de Souza Leite, de 52 anos, dentro do batalhão de Mangabeira, na Zona Sul de João Pessoa. Os detidos foram encaminhados para a Central de Polícia Civil da Capital, no bairro do Geisel, também na Zona Sul.


O primeiro suspeito preso, Natan Afonso de Carvalho, de 18 anos, foi localizado no bairro do Valentina, Zona Sul, durante as buscas que estavam sendo realizadas pela polícia desde o momento do crime. Ele teria sido o condutor da motocicleta utilizada pelos bandidos na ação. A moto e um revólver usados no crime também foram apreendidos. Ele confessou a participação no assassinato e informou o nome do outro suspeito, Jonas Ribeiro Sobrinho, de 20 anos.

Natan explicou à polícia que foi convidado a participar do crime por Jonas, que lhe prometeu pagar a quantia de  R$ 1 mil para conduzir uma moto até ao quartel do Corpo de Bombeiros, onde iria roubar uma arma.

Jonas Ribeiro, suspeito de ser o autor dos disparos que tiraram a vida do sargento, foi preso no fim da noite desta quinta, na casa da namorada dele, no bairro Quadramares, na Zona Leste da Capital, onde, conforme relatou a Polícia Militar, também foi encontrado o revólver usado no crime. O detido já cumpre pena por roubo no regime aberto e havia sido preso na 31ª edição da operação Impacto, na última sexta-feira (24), com duas porções de maconha, mas acabou liberado após a assinatura de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Também foi preso Thiago Ribeiro da Cunha, de 32 anos, que é apenado e cumpre pena de prestação de serviço comunitário no quartel do Corpo de Bombeiros, em Mangabeira, mesmo local onde ocorreu o fato delituoso. Foi ele quem deu informações sobre a rotina do sargento e do trabalho prestado por ele na guarita da unidade militar.

Entenda o caso
No fim da manhã desta quinta-feira, uma dupla armada chegou de moto à portaria do batalhão e tentou roubar uma arma do militar, que reagiu e foi baleado no rosto, morrendo ainda no local.

Em virtude do roubo da arma de fogo do sargento, uma pistola de calibre 40, de propriedade do governo do Estado, o fato está sendo investigado pela Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio.

Câmeras de segurança registraram imagens do crime e são usadas nas investigações.

Portal Correio

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Evangelho do Dia: (Mt 25,1-13) - sexta-feira, 31 de agosto de 2018

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos esta parábola: “O Reino dos Céus é como a história das dez jovens que pegaram suas lâmpadas de óleo e saíram ao encontro do noivo. Cinco delas eram imprevidentes, e as outras cinco eram previdentes.

As imprevidentes pegaram as suas lâmpadas, mas não levaram óleo consigo. As previdentes, porém, levaram vasilhas com óleo junto com as lâmpadas. O noivo estava demorando e todas elas acabaram cochilando e dormindo. No meio da noite, ouviu-se um grito: ‘O noivo está chegando. Ide a seu encontro!’ Então as dez jovens se levantaram e prepararam as lâmpadas. As imprevidentes disseram às previdentes: ‘Dai-nos um pouco de óleo, porque nossas lâmpadas estão se apagando’.

As previdentes responderam: ‘De modo nenhum, porque o óleo pode ser insuficiente para nós e para vós. É melhor irdes comprar aos vendedores’. Enquanto elas foram comprar óleo, o noivo chegou, e as que estavam preparadas entraram com ele para a festa de casamento. E a porta se fechou. Por fim, chegaram também as outras jovens e disseram: ‘Senhor! Senhor! Abre-nos a porta!’ Ele, porém, respondeu: ‘Em verdade eu vos digo: Não vos conheço!’ Portanto, ficai vigiando, pois não sabeis qual será o dia, nem a hora”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Justiça suspende sorteios de empresa de jogo lotérico em Campina Grande

Segundo MPF, empresa de jogo de azar alega objetivo beneficente para ocultar lucro ilegal
A Justiça deferiu uma liminar que proíbe uma empresa de jogo lotérico e três sócios dela de fazer publicidade, comercializar bilhetes e realizar sorteios em todo o estado. Caso a medida não seja cumprida, está prevista uma pena de multa diária a ser oportunamente fixada pelo juízo.


G1 tentou entrar em contato com a empresa, mas as ligações não foram atendidas.

A liminar foi deferida depois de uma ação ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) em Campina Grande. A Justiça deferiu ainda pedido do MPF para bloqueio cautelar dos bens de titularidade dos demandados, até o limite de um R$ 1 milhão, bem como o sequestro e avaliação de bens móveis na sede da empresa, classificada pelo Ministério Público como pessoa jurídica que promove autêntica oferta pública de jogos de azar, proibidos no Brasil por força do Decreto-Lei n. 3.688/41, no artigo 50).

Na ação, o MPF quer o encerramento definitivo das atividades da empresa, bem como a condenação dos demandados em danos morais coletivos, por entender que consiste “em autêntica oferta pública de jogo de azar completamente dissociada dos parâmetros legais estipulados para a prática autorizada de jogos dessa espécie, bem como ludibriando e levando a erro uma vasta gama de consumidores em municípios paraibanos, o que implica a necessária intervenção do Poder Judiciário para suspender a comercialização e não mais permitir que tal prática retorne sob nova roupagem, ainda que aparentemente legítima”.

Ainda de acordo com a ação, as pessoas que reclamaram da empresa, "valem-se de uma abordagem que alude a instituições beneficentes ou filantrópicas para dar maior aparência de legitimidade às suas escusas operações”. Atualmente estavam sendo comercializados bilhetes sob a denominação de "certificado de contribuição" promovido pelo Instituto de Pesquisa Professor Joaquim Neto (Ipesq), ocultando o intuito lucrativo e ilegal da empresa.

G1 PB

Empregadores paraibanos transportavam trabalhadores em baú de caminhão e mantidos como escravos

Os trabalhadores já saíam de suas cidades natais devendo aos empregadores a passagem, a alimentação e o adiantamento de valores
Foto: MPT-MT/Assessoria
Trabalhadores são resgatados escondidos em caminhão baú
O Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT) e agentes da Polícia Federal resgataram nesta terça-feira (28), em Sinop, a 503 km de Cuiabá, cinco trabalhadores mantidos em condições análogas às de escravo. Dois deles são adolescentes de 16 e 17 anos. Um dos acusados continua detido no presídio da cidade após o flagrante. As vítimas eram transportadas nos fundos de um caminhão-baú para vender panelas em municípios de Tocantins, Pará e Mato Grosso.


O MPT constatou a submissão a trabalho análogo ao de escravo na condição de servidão por dívida. Os trabalhadores já saíam de suas cidades natais devendo aos empregadores a passagem, a alimentação e o adiantamento de valores. As quantias eram registradas em cadernos e acrescidas às supostas dívidas dos trabalhadores. Como as vítimas nunca conseguiam saldar o débito por receberem valores ínfimos pela venda das panelas nas ruas das cidades, eram sempre obrigadas a fazer novos “empréstimos”. Os cadernos com as anotações dos valores devidos e descontados dos trabalhadores também foram apreendidos pela polícia.

Após receber a denúncia, MPT acionou a Polícia Federal, que seguiu até o local para fazer o resgate. Os empregadores e trabalhadores foram levados até a Procuradoria de Sinop para prestarem depoimentos. Após uma longa negociação, encerrada às 22 horas, foi firmado um Termo de Ajuste de Conduta. Os empregadores, naturais de Triunfo, na Paraíba, se comprometeram no acordo a pagar uma indenização por danos individuais, as passagens de volta e a alimentação referente a quatro dias de viagem a cada um dos resgatados.

A procuradora do MPT Thalma Rosa de Almeida Furlanetti conta que acionou o Conselho Tutelar da cidade para acompanhar os adolescentes. Estes, após receberem o pagamento, foram encaminhados pelos conselheiros até a rodoviária de Sinop. O Conselho Tutelar de Juazeiro do Norte, no Ceará, também foi comunicado e deverá recebê-los no destino final e adotar as providências cabíveis.

Servidão por dívida
Os trabalhadores eram transportados deitados ou sentados dentro do baú do caminhão, dividido apenas por um tapume de madeira usado para separá-los das mercadorias e escondê-los caso o veículo fosse parado em alguma fiscalização. O empregador não fornecia alimentação e o grupo só comia se vendesse algum produto no dia.

Também não era fornecido local adequado para os trabalhadores dormirem e tomarem banho. Eles acabavam sendo obrigados a amarrar redes a árvores em pátios de postos de combustíveis, ficando, assim, ao relento, sujeitos a intempéries e vulneráveis a riscos diversos.

Segundo os relatos, os trabalhadores, quando contratados, recebiam um “adiantamento”, a ser devolvido posteriormente, para pagar os gastos com o transporte, combustível e alimentação. Todavia, como a remuneração consistia em uma pequena porcentagem do que era vendido, nenhum deles conseguia saldar a suposta dívida, sendo obrigados a continuar laborando. Formava-se, então, uma espécie de dívida eterna, que não podia ser quitada e que era aumentada ao final de cada viagem.

Os trabalhadores informaram que só poderiam prestar serviços a outras pessoas se suas dívidas fossem quitadas ou se o outro empregador comprasse a dívida, de modo que, nesse último caso, o trabalhador passaria a ter uma dívida com o empregador comprador, renovando o ciclo da servidão por dívida.

Outras providências
Serão adotadas ainda providências complementares, como o encaminhamento da denúncia ao Ministério Público Federal, para apuração do crime de trabalho escravo. O MPT também ajuizará ação civil pública contra os empregadores para requerer a condenação em obrigações de fazer e ao pagamento de dano moral coletivo.

G1 MT

Paraibanos mortos em acidente de ônibus em MG são enterrados no Sertão

Motorista foi enterrado pela manhã em e outras duas mulheres foram enterradas durante tarde
Foto: Beto Silva/TV Paraíba 
Enterro aconteceu no Sertão da Paraíba
Os corpos dos três paraibanos que morreram em um acidente de ônibus em Minas Gerais, entre Cruzeiro da Fortaleza e Serra do Salitre, foram enterrados nesta quinta-feira (30). Duas das vítimas são do município de Bonito de Santa Fé e outra vítima, o motorista do ônibus, é de São José de Caiana, ambas no Sertão paraibano.


Os corpos de Maria Gomes Fernandes e Gerlância Maria Vieira dos Santos foram enterrados em Bonito de Santa Fé. O sepultamento aconteceu em um cemitério no Distrito de Viana, na Zona Rural do município.

Já o corpo de José Valmir Venâncio da Silva, motorista do ônibus, foi enterrado pela manhã, em São José de Caiana. Ele morava no sítio Lagoa da Telha. Na cidade, vários motociclistas acompanharam o cortejo até o cemitério e formaram um corredor de motos.

O auxiliar do IML de Patrocínio, Paulo Cristiano Gonçalves Reis, informou que a identificação das vítimas foi complicada devido a falta de documentos com fotos dos passageiros do ônibus. “Eles eram de longe e a falta de documentação atrapalhou a identificação”, disse.

O acidente
O acidente aconteceu na última segunda-feira (27). O ônibus, com placas de Porteira (CE), havia saído de São Paulo e ia para o estado do Ceará capotou na madrugada no km 66 da BR-146.

Testemunhas disseram ao Corpo de Bombeiros que o veículo estava em uma subida, quando o motorista não conseguiu engatar a marcha. O ônibus, então, desceu de ré, caiu em uma ribanceira de cerca de 30 metros. Além das quatro pessoas que morreram, 44 foram levadas para hospitais da região.

G1 PB

Funcionário do Armazém Paraíba fica gravemente ferido em acidente moto e van

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi ao local e prestou socorro à vítima
Foto: Reprodução
Vendedor ficou gravemente
ferido em acidente
O funcionário do Armazém Paraíba, Antônio Jânio Vale, de 39 anos, ficou gravemente ferido em um acidente entre uma van e uma moto na manhã desta quinta-feira (30) na Rua Cônego José Viana, Bairro da Estação na cidade de Sousa, Sertão da Paraíba.


Segundo populares, Jânio que é vendedor, seguia em sua motocicleta para o trabalho quando aconteceu a colisão com uma Van pertencente a prefeitura municipal de Sousa.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi ao local e prestou socorro à vítima que foi encaminhada ao Hospital Regional de Sousa, aonde permanece internada.

O condutor do outro veículo não foi identificado. A Polícia Militar não informou as causas do acidente.

Pedido de oração
Nas redes sociais, amigos e familiares estão pedindo orações para a recuperação do vendedor.

Diário do Sertão

Sargento dos Bombeiros é assassinado dentro de batalhão

Militar teria reagido a assalto; dupla de moto fugiu após atirar no rosto da vítima
Foto: Reprodução
Momento em que sargento é baleado
Um sargento do Corpo de Bombeiros, de 52 anos, foi morto com um tiro no rosto, no fim da manhã desta quinta-feira (30), dentro do batalhão em Mangabeira, na Zona Sul de João Pessoa.


As primeiras informações da Polícia Militar indicam que uma dupla armada de moto chegou à portaria do batalhão e tentou roubar a arma do militar. Ele reagiu e um dos bandidos atirou no rosto do sargento, que morreu no local.

Os criminosos fugiram e as autoridades estão mobilizadas para localizar suspeitos, mas até o fechamento desta matéria ninguém foi preso.

Ainda conforme a PM, o batalhão tem câmeras de segurança e as imagens serão usadas para encontrar suspeitos.

Portal Correio

Jumento estava sendo amarrado e deixado sem água durante o dia e sob sol forte do Sertão

O jumento estava durante o dia todo sob o sol abrasador de Patos, e sem água
Foto: Reprodução
Maus-tratos na cidade de Patos, Sertão da Paraíba
Na manhã dessa quarta-feira, 29, a polícia militar recebeu uma denúncia de que frequentemente, nas proximidades do SESC, no bairro do Morro, em Patos, um jumento estava sendo amarrado numa corda curta que dificulta seus movimentos e deixado durante o dia todo sob o sol abrasador de Patos, e sem água.


O sargento Patrian Júnior, presidente da Associação Patoense de Proteção aos Animais (APPA), foi ao local, perguntou quem era o dono, mas ninguém assumiu a responsabilidade pelo animal e ele solicitou a um popular que tirasse o jumento do local em que se encontrava e o colocasse debaixo de uma árvore e com acesso a água.

Os moradores se comprometeram a cuidar do animal da forma adequada e Patrian Júnior se comprometeu a ficar passando com frequência na localidade. “A corda era tão curta que o jumento nem conseguia abaixar a cabeça. Vou ficar acompanhando, pois não é justo o que vinham fazendo com esse pobre animal”, disse o militar, conhecido por sua dedicação à causa animal, em Patos.

Folha Patoense

Passageiro morre esmagado durante conserto de ônibus na estrada

A Polícia Rodoviária Federal informou que o macaco escorregou e o veículo caiu em cima do corpo do homem
Um homem de 45 anos, natural de Alagoas, morreu ao tentar consertar um ônibus na BR-251, em Grão Mogol, nessa quarta-feira (29). O ônibus seguia de São Paulo para Pernambuco.


A Polícia Rodoviária Federal informou que o pneu e a bolsa de ar do coletivo estouraram na altura da comunidade de Bocaina. O passageiro, então, se ofereceu para resolver o problema. Ele entrou debaixo do veículo para realizar o conserto, mas o macaco escorregou e o ônibus caiu em cima dele.

De acordo com o G1, o ônibus deu problema em frente a uma borracharia. A PRF disse que os dois motoristas e o borracheiro estavam consertando o veículo quando o passageiro se ofereceu para ajudar. Segundo a polícia, o macaco deve ter cedido por conta da movimentação de passageiros, que subiam e desciam do veículo.

Notícias ao Minuto

Novo viral, 'Momo' seria ameaça a crianças e adolescentes; PC investiga

Na Paraíba, a Polícia Civil recebeu uma queixa na noite da última terça-feira (28)
Foto: Reprodução
'Momo' é o novo viral da internet
Pouco mais de um ano após a onda do desafio da ‘Baleia Azul’, que ameaçou e tirou vidas de crianças e adolescentes brasileiros, uma nova ameaça está chegando ao público infantil, desta vez pelo aplicativo de mensagem WhatsApp. A boneca ‘Momo’ já teria feito duas vítimas no vizinho estado de Pernambuco e já chegou ao conhecimento da polícia paraibana. O crime segue os mesmos padrões da ‘Baleia Azul’, propondo desafios às crianças, que incluem práticas suicidas.


O coronel PM, Arnaldo Sobrinho, especialista em crimes cibernéticos, explicou que os responsáveis pelo suposto jogo conseguem números telefônicos de crianças em grupos do aplicativo de mensagens e passam a conversar de forma privada com as vítimas.

Para diferenciar do jogo da ‘Baleia Azul’, a boneca ‘Momo’ modificou os desafios e as formas de levar as crianças atentarem contra a própria vida, com estratégias como prender a respiração e, assim, provocar asfixia. “Há relatos de crianças que teriam sido vítimas no interior de Pernambuco, inclusive com morte de um jovem. Chegou até nós o número do telefone de um suspeito que estaria comandando esse jogo aqui na Paraíba. Acionamos a Inteligência para tentar localizá-lo, não conseguimos, mas os contatos que fizemos o afugentou e ele apagou o grupo que usava para coptar as vítimas”, acrescentou Sobrinho.

Na Paraíba, a Polícia Civil recebeu uma queixa na noite da última terça-feira (28), feita por membros de uma família, cujas identidades estão sob sigilo. As vítimas relataram que todos os membros da família estavam sendo ameaçados pela boneca ‘Momo’. Eles levaram prints das conversas, que foram anexados à investigação.

Apesar de acreditar que a ‘Momo’ não terá a mesma repercussão da ‘Baleia Azul’, o oficial alerta os pais para que fiquem atentos às conversas que os filhos tenham no aplicativo ou a qualquer mudança de comportamento, sem motivos aparentes. “Qualquer informação sobre esse jogo deve ser repassada para a polícia, através do 190, da Polícia Militar ou do 197, da Polícia Civil”, finalizou o coronel.

Em Pernambuco, dois casos são investigados
Dois casos estão sendo investigados pela polícia de Pernambuco, como suspeitos de terem ligação com a boneca ‘Momo’. Um deles aconteceu no último dia 16, no bairro do Cordeiro, zona Oeste de Recife, vitimando um garoto de 9 anos. A mãe do garoto, a professora Jany Nascimento, disse à polícia que o filho chegou a mostrar a boneca e dito que ela fazia um desafio para ver quanto tempo ele suportava ficar sem respirar. “Eu só percebi o perigo depois que ele morreu e vi os desafios no celular dele”, disse a professora à imprensa pernambucana.

No dia da morte, a família jantava reunida quando os pais e a irmã do garoto saíram da cozinha, por cerca de 10 minutos.  Ao retornar, a professora encontrou o filho pendurado em uma árvore, com um fio de energia elétrica amarrado ao pescoço.

Apesar dos relatos dos familiares, a delegada Thaís Galba, do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) de PE, responsável pela investigação, disse que ainda é cedo para afirmar que a morte do menino foi em consequência do jogo.

Aionà Geminiano - Correio da Paraíba