Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Dupla suspeita de matar político é presa enquanto se preparava para fugir

Suspeitos teriam envolvimento também com morte de policial militar, segundo a TV Correio
Foto: Divulgação
Anderson Maravilha foi
assassinado a tiros
Dois homens foram presos na manhã desta sexta-feira (17), em Campina Grande, suspeitos de terem participação no assassinato do suplente de vereador Wellison Anderson Ferreira França, conhecido como Anderson Maravilha.


Ele foi executado a tiros na noite do dia 10 de abril deste ano. Segundo a polícia informou na época, Anderson chegava à casa onde morava, no bairro Santa Rosa, quando foi abordado por um homem em um carro preto. Anderson teria tentado correr, mas acabou atingido por vários disparos e morreu ainda no local.

De acordo com apuração da TV Correio, os dois suspeitos de terem envolvimento com o crime estavam sendo investigados há pelo menos um mês. Eles se preparavam para fugir quando policiais cercaram o lugar onde estavam. “Os suspeitos já estavam em um carro, prontos para sair da cidade, mas as viaturas da polícia bloquearam a passagem”, informou a repórter Daniela Pimentel.

Até a publicação desta matéria, os suspeitos presos ainda eram ouvidos pela Polícia Civil. As prováveis motivações para o assassinato do suplente de vereador não tinham sido divulgadas.

Outros crimes
Ainda conforme apuração da TV Correio, a dupla presa na operação desta sexta teria envolvimento também com a morte do sargento Francisco Marinho, da Polícia Militar, assassinado a tiros no dia 11 de junho, na cidade de Queimadas. O crime aconteceu durante a madrugada, no momento em que a vítima voltava para casa após trabalhar na segurança das festividades de São João no Parque do Povo, em Campina Grande.

Além disso, a polícia acredita que os suspeitos tenham participação ainda em outros crimes ocorridos na Paraíba e no Rio Grande do Norte.

Amanda Gabriel - Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário