Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Em Currais Novos, fã de Mbappé batiza filho com primeiro nome do francês, com direito a tatuagem

Kleiton de Oliveira dá ao filho o nome Kylian, em homenagem ao atacante do PSG, campeão e revelação da Copa da Rússia. Garoto nasceu um dia depois do Mundial
Foto: Arquivo Pessoal
Kleiton vestido a camisa
da seleção da França e
seu filho Kylian
A paixão pelo esporte pode ocasionar momentos únicos na vida de admiradores espalhados pelo mundo. Em Currais Novos, a 172 km de Natal, Kleiton de Oliveira é fanático por futebol e resolveu dar um nome especial para o primeiro filho. Nascido um dia após a final da Copa do Mundo de 2018, no dia 16 de julho, Kylian Costa de Oliveira foi batizado pelos pais em homenagem ao francês Kylian Mbappé, campeão e revelação do Mundial da Rússia.


Kleiton decidiu o nome do filho bem antes da Copa do Mundo. O graduando em Educação Física é fã do atacante francês desde os seus primeiros passos no Monaco, e a notícia de que sua esposa Adriana Cândido estava grávida de um menino fez apenas reforçar o desejo de batizar um filho com o nome do craque. Apesar de não gostar muito de futebol, ela não dificultou na hora da escolha e logo aprovou.

- Eu procurei um nome para colocar, decidi por Kylian e ela aceitou. A Adriana achou diferente, pesquisou também, e eu expliquei melhor. Entramos num consenso, eu, ela e a filha dela mais velha, a Maria Júlia - disse Kleiton.

Kleiton também é fã de Cristiano Ronaldo, mas não quis homenagear o craque português. Uma das razões que influenciou a escolha foi porque Mbappé é jovem e tem uma boa projeção na carreira pela frente. Com apenas 19 anos, além de ter sido fundamental na conquista do título da França, o atacante do PSG foi eleito a revelação do Mundial e está na lista dos 10 candidatos a melhor jogador do mundo da Fifa.

- Um dos motivos foi porque eu pensei que o Kylian Mbappé é novo, diferente do Cristiano. Então, como ele estourou logo, ter um jogador em alto nível era legal, para que meu filho possa assistir ao jogador que eu homenageei. Além disso, eu já queria um nome bem diferente, também começa com a letra do meu nome, então uni o útil ao agradável - comentou.

Para eternizar o primogênito além da memória, Kleiton resolveu tatuar os primeiros dados de Kylian na pele. O universitário teve o desejo de homenagear o filho após observar que era comum pais registrarem o nascimento de suas crianças.

- Procurei o tatuador Allan, que é meu primo, pesquisei antes na internet alguns modelos e coloquei dados como tamanho, peso, hora e o nome dele. O pezinho dele peguei na hora também, peguei uma espuma de carimbo e marquei o pé dele. Botei numa folha e levei para Allan fazer um esboço do desenho. Fiz a tatuagem quando Kylian tinha 22 dias de nascido - contou.

Kleiton registrou no braço os dados do
nascimento de seu primeiro filho
(Foto: Arquivo Pessoal)
Estagiário Luiz Gustavo Ribeiro sob a supervisão de Augusto César Gomes - Natal

Nenhum comentário:

Postar um comentário