Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Astrônomo registra ‘Cometa do Natal’ na Paraíba

Cometa foi descoberto em 1948 e completa um ciclo a cada 5 anos e meio. O tempo é considerado rápido para um cometa
Divulgação/Renato Bandeira 
'Segredo' para registro foi a utilização de um equipamento chamado Montagem Equatorial
A passagem do Cometa 46P/Wirtanen foi registrada em alta definição na noite desse domingo (15), em Santa Rita. A foto foi feita pelo vice-presidente da Associação Paraibana de Astronomia (APA) e membro da Bramon, rede colaborativa de astrônomos profissionais e amadores, Renato Bandeira.


Ao Portal Correio, ele explicou que a passagem do cometa aconteceu por volta das 23h. “É um cometa que vem chamando atenção nos últimos dias e no sábado estava em sua aproximação máxima com a Terra, coincidentemente no sábado ele estava próximo a um aglomerado aberto de estrelas chamado Plêiades, essa conjunção foi o principal motivo da foto”, relata Renato.

O cometa é ponto brilhante em cor esverdeada, no canto inferior direito da foto, enquanto o aglomerado de estrelas chama atenção pelo forte azul, no topo da imagem. O diretor técnico da Bramon, Marcelo Zurita, avalia que o registro é o melhor já feito do 46P/Wirtanen na Paraíba. Zurita explica que o cometa “ainda está visível, mas a partir de agora, a Lua vai atrapalhar bastante a visualização”.

Segredo do registro
Renato Bandeira conta que o ‘segredo’ para o registro foi a utilização de um equipamento chamado Montagem Equatorial, que acompanha o movimento das estrelas através do céu, possibilitando a captura de imagens com o tempo de exposição elevado e sem borrões ou rastros.
“Capturar cometas é uma atividade bem imprevisível, pois não tem como a gente predizer muito sobre seu brilho nem conhecer muita coisa dele até que esteja bem próximo. Nós temos um grupo para expedições astronômicas na Paraíba, que tem objetivo de procurar locais com o céu escuro para registrar esse tipo de imagem, sendo o Sertão o local mais indicado pra registro e observação de fenômenos astronômicos”, diz.

Cometa 46P/Wirtanen
O cometa foi descoberto em 1948 e completa um ciclo a cada 5 anos e meio. O tempo é considerado rápido para um cometa, que geralmente completam órbita a cada 200 anos ou mais. O 46P/Wirtanen também é conhecido como ‘Cometa do Natal’. Nesse domingo, ele passou a pouco mais de 11 milhões de quilômetros da Terra.

Amanda Gabriel - Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário