Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

segunda-feira, 17 de junho de 2019

Água da chuva pode causar doenças com sintomas parecidos a dengue

O infectologista Fernando Chagas destaca que a leptospirose é uma das doenças que mais merece atenção
Foto: Divulgação 
Médico infectologista,
em João Pessoa,
Fernando Chagas
As chuvas intensas, como as que caíram em João Pessoa nos últimos dias, representam diversos transtornos à população, mas também significam o surgimento de algumas doenças decorrentes do acúmulo e contato com a água suja, com lixo e esgoto.

O médico infectologista Fernando Chagas elenca algumas doenças que podem ser adquiridas pelo contato com água suja. “Entre as patologias que podem ser adquiridas com essas chuvas intensas são a leptospirose, provocada pela urina do rato; a febre tifoide, causada pela bactéria Salmonella typhi, entre outras”, informa o especialista do Hapvida, em João Pessoa.

Os principais sintomas de doenças ocasionadas pelo aumento das chuvas são, febre, dor no corpo, náuseas (vontade de vomitar) e, em alguns casos, presença de diarreia. Diante dos sintomas apresentados, Fernando Chagas afirma que é preciso estar atento, pois podem ser confundidos com casos de dengue.

“Estamos em um período de acréscimo das ocorrências de dengue e muitos dos sintomas das doenças adquiridas pelo contato com água suja se confunde com os da dengue. Lembrando que a própria água parada das chuvas pode aumentar o risco de proliferação do mosquito Aedes Aegypti. Quadros com febre, dor muscular, dor óssea, tosse, nariz escorrendo são sintomas que auxiliam a diferenciar as doenças”, explica.

Para quem não tem outra opção e precisa ter o contato com água suja as orientações do infectologista são para que “ao chegar em casa, após o contato com a água suja, é preciso lavar a área da pele que teve contato com água e sabão; as roupas devem ser colocadas para secar e só depois direcionadas para lavagem; os sapatos devem secar ao sol para depois fazer limpeza; e o aumento da ingestão de líquidos deve ser realizada para evitar uma possível desidratação”, esclarece o médico.

Fique ligado
O infectologista Fernando Chagas destaca que a leptospirose é uma das doenças que mais merece atenção. “Essa é uma doença esquecida, mas que está próxima e pode matar. Prejudica os rins, pode causar sangramento nos pulmões. É preciso ter cuidado ao pisar em lama ou locais com riscos da doença. São medidas simples, mas que diminuem muito a transmissão das doenças”, conclui.

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário