Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

sábado, 27 de julho de 2019

Show de Margareth Menezes homenageia mulheres negras

Show também integra a programação do Festival de Artes Jackson do Pandeiro e acontece na Praça do Povo do Espaço Cultural
Foto: Divulgação 
Margareth Menezes
A cantora baiana Margareth Menezes canta neste sábado (27), às 20h, em João Pessoa, em homenagem às mulheres negras, dentro das atividades do 25 de julho, data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. O show também integra a programação do Festival de Artes Jackson do Pandeiro e acontece na Praça do Povo do Espaço Cultural.

Segundo a secretária da Mulher e da Diversidade Humana, o Governo do Estado saúda todas as paraibanas que lutam diariamente contra a desigualdade racial e de gênero na sociedade. “Juntas, e com a implantação de políticas públicas, seguimos lutando por mais visibilidade e espaço para as mulheres negras na Paraíba”, disse a secretária, que convida a todas as mulheres para participarem do show, que afirma a identidade e resistência das negras.

Com 32 anos de carreira, a cantora Margareth Menezes é também compositora e ex-atriz conquistou dois troféus Caymmi, dois trofeús Imprensa, além de ser indicada para o Grammy Awards e Grammy Latino. São mais de 21 turnês mundiais, considerada pelo Los Angeles Times como a “Aretha Franklin brasileira”. Sua trajetória começa com “Faraó”, LP que vendeu mais de 100 mil cópias em 1987. Depois, segue com lançamentos de mais de 14 álbuns.

Ela ainda lidera o movimento “Afropop Brasileiro”, que visa preservar e promover a cultura afro-brasileira e criou a “Fábrica Cultural”, uma organização não-governamental que ajuda crianças e adolescentes em vulnerabilidade social. Por seu engajamento social, recebeu do Supremo Tribunal Federal (STF) uma homenagem em consideração a importância do papel das mulheres em seus trabalhos e atividades realizados para a sociedade brasileira.

“A vinda de Margareth Menezes simboliza nosso compromisso em parceria com a Funesc de inserir a pauta relativas às questões raciais dentro das programções culturais do Estado. Fazemos isso na programação do Novembro Negro e estamos pautando a discussão sobre o 25 de julho, uma data tão importante para as mulheres negras também aqui na Paraíba”, afirma a secretária.

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário