Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

sábado, 20 de julho de 2019

Suspeitos de roubos e falsificação de documentos são presos

Um dos presos é apontado como líder de uma quadrilha que havia fugido de presídio do Maranhão
Foto: Victor Melo/Polícia Civil 
Grupo foi preso com carro, roupas e cédulas de RG em branco, na cidade de Campina Grande
Três pessoas foram presas em Campina Grande, na Paraíba, nesta sexta-feira (19), em uma operação que começou a ser deflagrada pela Polícia Civil do Maranhão. Os presos são suspeitos de envolvimento em roubos e falsificação de documentos. Com eles foram apreendidos carros, roupas e cédulas de documentos em branco.

As prisões ocorrem no bairro Catolé, em Campina Grande, onde estavam um homem apontado como chefe de uma organização criminosa, a esposa dele e um amigo que também é suspeito de participar das ações. Segundo a Polícia Civil, o grupo já era investigado no estado do Maranhão.

Na casa onde o grupo estava foram apreendidos dois veículos de origem suspeita, cerca de R$ 30 mil em roupas, que a Polícia Civil acredita que sejam roubadas, além de várias cédulas de carteiras de identidade em branco. Segundo a Polícia Civil, o líder do grupo usava um nome e documentos falsos.

Contra o suposto líder da quadrilha já haviam dois mandados de prisão. Um era por tráfico de drogas e outro por ele ter fugido de um presídio no estado do Maranhão, no ano de 2018.

Durante a prisão, o que chamou atenção da Polícia Civil é que o grupo vivia em um imóvel de luxo e apresentava um alto padrão social. Mas, ao serem questionados pelos agentes de investigação, informaram que eram todos desempregados e não apresentaram fontes de renda que justificasse tamanhão padrão.

Os presos estão detidos na carceragem da Central de Polícia Civil, em Campina Grande, e serão apresentados a justiça para audiência de custódia a ser marcada.

G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário