Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Menina de 13 anos foi esfaqueada ao tentar impedir morte da mãe na PB, diz delegado

Homem se apresentou na delegacia e confessou crime que aconteceu na cidade de Condado
Foto: Polícia Civil/Divulgação 
Juberlúcia Oliveira da Silva, de 30 anos, foi morta a
facadas em Condado, PB; suspeito é o ex-companheiro
Durante depoimento prestado na delegacia de Polícia Civil, após se apresentar com um advogado, o homem suspeito de matar a ex-esposa e esfaquear a filha dela de 13 anos de idade, na cidade de Condado, no Sertão paraibano, confessou a autoria do crime. Segundo a Polícia Civil, ele alegou que foi atacado primeiro pela esposa e depois passou a esfaqueá-la. O suspeito também disse ao delegado que esfaqueou a adolescente após ela tentar salvar a mãe.

As informações foram divulgadas pelo delegado de Polícia Civil, George Wellington na manhã desta terça-feira (30). O suspeito Jubertândio Soares de Melo, de 39 anos, se entregou à polícia no fim da tarde desta quinta-feira (29). Ele prestou depoimento e na manhã desta sexta-feira passou por audiência. A justiça, que já havia decretado a prisão preventiva dele, manteve a decisão.

A Polícia Civil destacou que o depoimento da adolescente de 13 anos será fundamental pra elucidar o caso. A menina levou quatro facadas, teve o pulmão perfurado e os pulsos quebrados. Ela foi socorrida e internada em estado grave no Hospital Regional de Patos. Depois, foi transferida para o Hospital Infantil de Patos e passou por cirurgia. Segundo a unidade de saúde, no fim da manhã desta sexta-feira a adolescente estava em observação pós-cirurgia, mas em boa recuperação.

Segundo o delegado, no depoimento, Jubertândio disse que veio do estado de São Paulo para Paraíba, mas não tinha intenção de matar a ex-esposa, Juberlúcia Oliveira da Silva, 30 anos. “Ele disse que bebeu antes e quando tentou entrar na casa, a ex-esposa não quis abrir a porta. Ele então abriu a porta com pesadas”, contou o delegado.

A versão dele
O delegado também contou que o suspeito alegou em sua defesa que foi atacado pela ex-esposa. “Na versão dele, ele disse que quando entrou na casa a ex-esposa pegou uma faca e desferiu golpes contra ele. Juberlândio disse que depois disso imobilizou a mulher e no momento acabou agindo por impulso e a esfaqueou”, disse o delegado.

Ataque contra adolescente
Ainda segundo a Polícia Civil, ao ser questionado sobre por que ter esfaqueado também a menina de 13 anos, “ele disse que quando começou a esfaquear a ex-esposa, a filha dela tentou impedir e por isso ele também desferiu golpes contra ela”, detalhou George Wellington. Todo o crime também foi presenciado por um menino de 5 anos de idade, filho da vítima. O delegado que atendeu o caso disse que cena do crime era "macabra".

Prisão decretada

Apesar do depoimento e da alegação de defesa pessoal, a Polícia Civil já havia pedido a prisão preventiva do suspeito. Ele se apresentou após 24 horas do crime. “Ele acreditou que havia livrado o prazo de prisão em flagrante, mas já havia a representação”, explicou o delegado.

G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário