Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

sábado, 28 de setembro de 2019

Fogo consome serra e ameaça cidade e o Pico do Jabre

Incêndio acontece desde domingo na Serra Preta, em Mãe D'Água. Incêndio já consumiu uma área equivalente a sete campos de futebol
Foto: divulgação/Corpo de Bombeiros 
Fogo atinge Serra Preta, em Mãe D'Água
Um incêndio de grandes proporções já consumiu pelo menos uma área de cinco hectares, equivalentes a sete campos de futebol, da Serra Preta, que fica no município de Mãe D’Água, Sertão do estado, a 352 quilômetros de João Pessoa. O fogo ocorre desde domingo (22) e vem sendo combatido pelo Corpo de Bombeiros, mas segue sem controle e já atingiu três sítios.

A Serra Preta fica a cerca de dois quilômetros da cidade de Mãe D’Água e três quilômetros do Parque Estadual do Pico do Jabre, ponto mais alto da Paraíba (1.197 metros).

O primeiro foco de incêndio foi registrado no domingo, em um lixão próximo à Serra, mas foi controlado. Porém, outros focos apareceram dois dias depois às margens da rodovia PB-276, o que pode indicar incêndio criminoso.

“O fogo de domingo foi controlado facilmente. Depois, apareceram alguns focos pela região, também debelados, mas dessa vez começou às margens da rodovia PB-276 e chegou ao pico da serra, que é de difícil acesso. Esses focos às margens da rodovia nos levam a crer que alguém está causando isso intencionalmente, mas não podemos afirmar”, disse o secretário de Agricultura de Mãe D’Água, Antônio Gomes.

O incêndio vem sendo combatido pelo Corpo de Bombeiros e voluntários, mas segue descontrolado. Para o secretário, existe o risco, mesmo que mínimo, de o fogo chegar tanto à cidade como o parque.

“Como o fogo está descontrolado, tudo depende do vento. Se ele vier forte para o lado da cidade, existe esse risco de as chamas chegarem aqui. Se ele for forte para o lado do Pico do Jabre, o risco é o fogo atingir o parque. Por isso estão bombeiros e voluntários correndo para apagar o fogo”, comentou o secretário.

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário