Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Universitário é preso suspeito de ataque a carro-forte na UEPB

Conforme investigações, o homem ainda estaria envolvido em outros assaltos a instituições financeiras e agências dos Correios
Foto: Divulgação/Polícia Civil
Material apreendido com o suspeito preso
Foi preso o último suspeito de participar do assalto a um carro-forte de uma agência bancária localizada na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em Campina Grande, que ocorreu em 1º de abril deste ano. Segundo a Polícia Civil, o homem detido, de 30 anos, é aluno da instituição e foi preso durante a manhã dessa quarta-feira (18), em Campina.

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito foi preso na residência dele, no bairro do Monte Santo, Zona Norte do município. Contra ele havia um mandado de prisão pelo crime e também um de busca e apreensão. O homem foi flagrado com uma pistola calibre 38, munições, meio quilo de cocaína, balança de precisão e outros materiais relacionados ao tráfico de drogas.

A arma apreendida com o suspeito foi roubada em um assalto que ocorreu na cidade de Boqueirão, em junho desse ano. Segundo a polícia, o roubo ocorreu quando uma quadrilha fortemente armada, com pelo menos dois fuzis, a tomou por assalto junto a um malote de dinheiro de um posto de combustível e um supermercado. A pistola estava com o segurança do local. O preso também é suspeito de ter participação em outro crime, relacionado a roubo de um automóvel.

Conforme as investigações, o homem ainda estaria envolvido em outros assaltos a instituições financeiras e agências dos Correios em diversas cidades da Paraíba. Ele já foi preso em 2010 por assalto, em João Pessoa, e em 2013, pelo mesmo crime, em Campina Grande.

A polícia também apreendeu fardas da UEPB e roupas que supostamente o suspeito teria usado em um dos crimes citados. O preso foi levado para a Central de Polícia Civil de Campina Grande e será encaminhado ao Judiciário para audiência de custódia.

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário