Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Adolescente morre após passar mal dentro da sala de aula em escola

Jovem foi socorrido para a UPA, mas não resistiu; família diz que menino não tinha problemas de saúde

Adolescente morre após passar mal dentro
da sala de aula em escola de Ourinhos
Foto: Facebook/Reprodução
Um adolescente de 15 anos morreu depois de passar mal dentro da sala de aula, na manhã de terça-feira (19), em uma escola estadual de Ourinhos (SP).

De acordo com a dirigente regional de ensino, Silvia Cantarini, o aluno estava tendo aula de matemática na Escola Domingos Camerlingo Caló e resolvia exercícios em dupla com um colega, quando passou mal.

"O aluno que estava ao lado dele sentiu que ele se recostou sobre ele. O aluno tentou tirá-lo e ele caiu no chão. A professora já foi socorrê-lo porque viu que ele estava passando mal e chamou socorro", relata Silvia.

Com isso, a vice-diretora e o agente de organização da escola, que é formado em fisioterapia, foram até a sala de aula e, juntamente com uma fisioterapeuta que estava na instituição para uma palestra sobre a dengue, realizaram os primeiros socorros.

"O Samu foi acionado e foi direcionando os primeiros socorros. Foi perguntando se ele estava com a boca roxa, se ele estava salivando, e o fisioterapeuta já percebeu que ele não estava respirando. Ele foi fazendo uma massagem cardíaca e, ao mesmo tempo, a moça foi fazendo respiração boca a boca", explica a dirigente de ensino.

Segundo ela, os funcionários fizeram tudo o que estava ao alcance deles para tentar reanimar o adolescente. A família também foi avisada e acompanhou o jovem até a Unidade de Pronto Atendimento da cidade, onde ele recebeu injeções de adrenalina. No entanto, Willian André Basílio Fortunato da Palma não resistiu e morreu.

Ele foi enterrado na manhã da quarta-feira (20) no Cemitério Municipal de Ourinhos. A família diz que desconhece o fato do menino ter qualquer tipo de problema de saúde. Agora, a polícia aguarda o resultado dos exames para saber a causa da morte do adolescente.

“Foi uma fatalidade, uma morte súbita. Ele era um bom menino, alegre, convivia muito bem com todos, não tinha nenhum problema de convivência, gostava de jogar ping pong... Ele estudava lá desde o 6º ano", lamenta Silvia.

G1 Bauru e Marília

Nenhum comentário:

Postar um comentário