Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Pai e filho são presos suspeitos de matar empresário a tiros na praia do Bessa, em João Pessoa

Dupla confessou o crime, diz Polícia Civil. Um terceiro envolvido ainda não foi identificado

Empresário morto a tiros na praia do Bessa, em
João Pessoa - Foto: Reprodução/TV Cabo Branco
Um jovem de 19 anos e um homem de 44 anos foram presos na noite desta quarta-feira (11) e na manhã desta quinta-feira (12) suspeitos de matarem um empresário a tiros na praia do Bessa, em João Pessoa, no último sábado (7). De acordo com a Polícia Civil, a prisão em flagrante aconteceu durante a Operação Gold Chain. De acordo com a Polícia Civil, a dupla confessou o crime.

O empresário de 59 anos foi identificado como Uranildo Farias. Ele foi morto a tiros, na manhã do sábado (7), na praia do Bessa, em João Pessoa. Segundo a polícia, a vítima tinha ido à praia comemorar o aniversário quando foi surpreendido por dois homens que atiraram contra ele.

Josias Pereira da Silva foi preso no bairro do Bessa na noite da quarta-feira. Isaías da Silva Pereira foi preso em Olinda, em Pernambuco, nesta quinta-feira. Josias é pai de Isaías.

Conforme a investigação da Polícia Civil, Isaías e um terceiro indivíduo ainda não identificado abordaram a vítima, que estava à beira-mar. O objetivo da dupla era roubar o cordão de ouro do empresário. Durante a ação, a vítima tentou agarrar o suspeito e, por isso, foi atingido com um tiro no peito.

Enquanto isso, Josias esperava os outros dois para fugir após a ação. O veículo usado na fuga foi alugado para o trio realizar assaltos na orla de João Pessoa. O carro foi apreendido no momento da prisão de Josias.

Primeiras informações sobre o crime
Em entrevista à TV Cabo Branco, a delegada titular da delegacia de homicídios, Wanderleia Gadi, disse que acompanhou a perícia e que provavelmente o empresário teria reagido a uma tentativa de assalto e foi atingido por um tiro no peito. Ela contou também que Uranildo tinha ido à praia para comemorar o aniversário com amigos e familiares.

"Ele estava na companhia de duas mulheres quando chegaram dois homens. As pessoas que estavam na praia disseram que é possível que os suspeitos sejam menores de idade, mas estavam armados. O empresário estava com uma corrente de ouro, relógio, mas se recusou a entregar os pertences aos assaltantes, quando levou um tiro. Segundo testemunhas, havia um carro esperando os suspeitos", afirmou a delegada.

G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário