Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Câmara de Patos aprova R$ 1,5 milhão para São João da cidade

Recurso será destinado à pessoa jurídica realizadora do São João de Patos 2020

A Câmara Municipal de Patos aprovou, em 1ª votação, durante sessão extraordinária realizada na manhã desta quarta-feira (29), o projeto de Lei de autoria do Poder Executivo que autoriza a abertura de um crédito especial de até R$ 1,5 milhão para o São João na cidade.

O recurso será destinado à pessoa jurídica realizadora do São João de Patos 2020, por meio da Fundação Cultural de Patos (Fundap), a título de patrocínio, e a Câmara ainda autorizou o Poder Executivo e a Fundap a concederem apoio logístico e dar autorização especial de uso e exploração de solo e comercialização publicitária e econômica à empresa realizadora do São João.

Sessão
A sessão contou com a presença de secretários municipais, representantes de categorias e segmentos da sociedade, imprensa e população em geral. A presidente da Câmara, Tide Eduardo, votou favorável ao projeto e destacou que Patos só tem a ganhar com a realização do São João. A segunda votação do projeto acontece nesta quinta-feira (30), às 9h, na Câmara Municipal de Patos.

“Os vereadores fizeram suas análises, tiraram suas duvidas a respeito do projeto que foi aprovado. Toda a nossa cidade e região aguarda o São João, pois Patos só tem a ganhar com a geração de emprego e renda e o aquecimento do nosso comércio”, explicou Tide.

A vereadora Edjane Araújo, que votou a favor do projeto, falou da importância da realização do São João para a economia do município. “Esse evento é a cultura da nossa cidade, é a autoestima do nosso povo O São João de Patos tem o titulo do 4º maior e melhor São João do Mundo, então eu acredito que todos os vereadores não poderiam deixar de votar para que esse São João retorne, para que o nosso ISS aumente, para que o ICMS venha a aumentar, para que os comerciantes de Patos possam vender todos os seus produtos e aquecer a economia da cidade de Patos”, destacou Edjane.

A votação contou com 15 votos favoráveis ao projeto, uma ausência e uma abstenção que foi da vereadora Lucinha Peixoto. “Minha posição de me abster não foi por ser contra o São João, durante a reunião da CCJ o secretário de finanças do município, Arnon Medeiros, repassou que não tinha dinheiro, falou que na conta da Fundap não tinha nenhum dinheiro para fazer São João. O secretário me deixou insegura, e eu acredito em Arnon, não acredito no prefeito porque o conheço, agora a gente quer um São João de responsabilidade, de compromisso e que não prejudique ainda mais os cofres públicos do nosso município, pois a saúde não funciona, o Matadouro não funciona, Mercado Público abandonado, animais nas ruas, tudo abandonado”, ressaltou Lucinha.

O presidente da Fundap, Marcelo Lima, esteve acompanhando a sessão e parabenizou os vereadores pela aprovação do projeto. “Parabenizar a Câmara de Patos que votou com muita responsabilidade, sabendo da importância desse grande evento, fazendo com que Patos possa aquecer a sua economia nesse período, fazendo com que Patos volte a fazer parte da rota turística nacional então a gente fica muito feliz. Agora é um trabalho árduo. A equipe agora vai sentar e fazer com que Patos volte sim a fazer seu São João, que não esqueçamos a parte cultural que é importante, fazendo com que todos tenham seu espaço garantido nesse que é o maior evento do município.

Crise em Patos
Diante da crise financeira enfrentada pela Prefeitura de Patos, em 2019 o São João da cidade foi reduzido e sem grandes atrações. Com a decisão da prefeitura, naquele ano, atrações importantes como Wesley Safadão, Gabriel Diniz, Gusttavo Lima, Xand Aviões, entre outros, não se apresentaram na cidade.

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário