Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

sexta-feira, 6 de março de 2020

Cadáver encontrado às margens da BR-230 em Soledade é de jovem desaparecida há mais de duas semanas

Durval afirma que as investigações para a prisão dos acusados de cometer o crime já foram iniciadas
Foto: Reprodução
Thalia tinha 22 anos
No início da manhã da quinta-feira (5) a Polícia Civil da cidade de Soledade, no Agreste paraibano, recebeu através de uma denúncia anônima uma informação de que às margens da BR-230, no trecho que liga a cidade de Soledade à Olivedos, se encontrava um cadáver.

Juntamente com sua equipe, o delegado Durval Barros foi até o local, onde constatou um corpo do sexo feminino em avançado estado de decomposição. Ao investigarem o corpo, percebeu-se que a vítima estava com as pernas quebradas. Entretanto, foi de pronto descartada a hipótese de atropelamento, visto que, no local, não se encontrava nenhum vestígio de frenagem de pneus.

Após a chegada do Instituto de Perícia Criminalística (IPC), foi constatado que se tratava de um homicídio, no entanto, ainda não se sabe se o local onde o corpo foi encontrado foi utilizado para cometer o homicídio, ou se foi local de desova.

Local onde o corpo foi achado (Foto: Reprodução)
O delegado Durval Barros, que está à frente do caso, confirma que o cadáver encontrado se trata da jovem Thalia Maria Eduarda da Silva, 22 anos que estava desaparecida há cerca de 16 dias.

Ainda segundo o delegado, a mãe da vítima trabalhava em João Pessoa, e vinha periodicamente para a casa onde morava com sua filha. Neste meio tempo de ausência, a jovem passou a se envolver com traficantes da região e a fazer uso de drogas.

Durval afirma que as investigações para a prisão dos acusados de cometer o crime já foram iniciadas, mas que, por enquanto, não tem nenhum suspeito sob investigação.

Pedro Pedreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário