Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

segunda-feira, 13 de abril de 2020

Número de casos confirmados de coronavírus mais que dobra em cinco dias, na Paraíba

Número saiu de 55 para 111. Tendência é duplicar a cada dois ou três dias a partir do caso 150, diz secretário executivo de saúde do Estado


O número de casos de coronavírus mais que dobrou em cinco dias, na Paraíba. No dia 8 de abril eram 55 casos confirmados no estado, divididos em dez cidades. Já neste último domingo (12), o número subiu para 111, com o acréscimo de uma cidade. O aumento percentual é de 101,8%.

De acordo com o secretário executivo de gestão da Secretaria de Estado da Saúde, Daniel Beltrammi, o aumento já era esperado. Ele explica que a duplicação tende a começar, conforme o que tem sido observado em outros países, a partir do 50º caso. "Depois do caso 50, assume esse comportamento, começa a duplicar a cada três a cinco dias. A tendência é duplicar a cada dois a três dias a partir do caso 150", alerta o secretário.

Além disso, o número de mortes sofreu um aumento superior a 85% no mesmo período avaliado. Na última quarta-feira (8), a Paraíba tinha 7 óbitos registrados por Convid-19, pulando para 13 neste domingo (12), quando o último boletim foi divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Até este último boletim, João Pessoa é a cidade que concentra o maior número de casos confirmados. Dos 111 casos, 86 foram registrados em pessoas que moram na capital, conforme a SES. Casos também foram confirmados em Campina Grande, Cabedelo, Santa Rita, Sousa, Patos, Igaracy, Junco do Seridó, Serra Branca, Bayeux e Sapé.

Nesta curva de contágio dos último cinco dias, o maior aumento foi registrado da quarta-feira (8) para a quinta-feira (9), saindo de 55 casos confirmados para 79, um aumento percentual de 43,6% em apenas um dia.

Ainda nesta semana, conforme Daniel Beltrammi, cerca de 50 mil testes rápidos devem chegar na Paraíba, o que também vai promover um crescimento na curva de contágio, já que começa a a testar com mais rapidez a população geral. Um ambiente deve ser organizado primeiramente em João Pessoa para receber as pessoas de maneira ordenada e com as medidas de segurança devidas. A capital será a primeira a receber os testes rápidos pois é a cidade onde os casos estão mais concentrados.

G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário