Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

terça-feira, 12 de maio de 2020

Miss é achada morta a facadas; namorado é principal suspeito

Kimberly Karen Mota de Oliveira, atual Miss Manicoré, foi morta com três facadas. Polícia diz que ela havia terminado relacionamento de dois meses com o suspeito

Kimberly Karen Mota de Oliveira, a atual Miss Manicoré, foi encontrada morta em Manaus - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Rafael Fernandes Rodrigues, de 31 anos, é apontado pela polícia como o principal suspeito do assassinato da Miss Manicoré, Kimberly Karen Mota de Oliveira, de 22 anos. Ela foi encontrada morta na madrugada desta terça-feira (12) no apartamento do rapaz, no Centro de Manaus. De acordo com a Polícia Civil (PC), Kimberly decidiu terminar o relacionamento de cerca de dois meses com o suspeito. Ele está sendo procurado pela polícia.

A delegada Zandra Ribeiro, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), informou que o suspeito do crime é natural de São Bernardo do Campo (SP) e há pouco tempo morava na capital amazonense.

Conforme a delegada, a atual Miss Manicoré teria terminado a relação com o suspeito. Uma amiga da vítima contou à polícia que o namorado buscou a jovem no domingo (10) e a levou até o apartamento dele.

"Nós acreditamos que eles tiveram alguma briga, porque eles tinham esse relacionamento que ela pôs fim. E, como ela foi morta a facadas, a gente acredita que realmente houve uma briga entre os dois e que acabou ocorrendo essa tragédia", disse Ribeiro.

Miss Manicoré, do AM, é encontrada morta em Manaus - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Ainda conforme a delegada, a amiga de Kimberly ligou para o tio com quem a vítima morava e informou que ela havia falecido no apartamento do namorado. O tio acionou a Polícia Militar (PM), que encontrou Kimberly morta com três facadas.

A delegada Zandra Ribeiro disse que a amiga que informou sobre a morte de Kimberly é a principal testemunha do caso e ainda está sendo ouvida pela polícia.

Na varanda do apartamento do suspeito, a polícia encontrou a faca usada no crime. No local, também foram encontrados os documentos do rapaz e um crachá que aponta que ele é funcionário do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

O Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região – Amazonas e Roraima (TRT11) informou, por meio de nota, que está acompanhando os fatos atribuídos ao servidor do órgão Rafael Fernandes Rodrigues. Conforme o TRT11, o suspeito do crime ingressou no órgão em outubro de 2017, no cargo de Analista Judiciário da Área Judiciária.

Um perfil sobre o suspeito ainda está sendo traçado pela DEHS, que investiga o caso. "O que nós temos de informação dele é que ele estava separado da esposa e tava nesse relacionamento com ela", pontuou Ribeiro, afirmando que ele está sendo procurado pela polícia.

G1 AM

Nenhum comentário:

Postar um comentário