Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

segunda-feira, 1 de junho de 2020

Dono de bar e clientes se unem para ajudar o "Baixinho do Amendoim", em Campina Grande

Amigos doaram alimentos, produtos de higiene pessoal etc. para Naldinho sobreviver à crise
Foto: Reprodução
"Baixinho do Amendoim"
Toda cidade tem suas noitadas e elas sempre têm aqueles vendedores ambulantes que já são conhecidos dos festeiros e frequentadores de bares. Mas como será que eles estão se virando neste período em que não conseguem vender e garantir sua renda?

Foi pensando nisso que uma galera se reuniu na cidade de Campina Grande (PB) para ajudar um vendedor de amendoim, o Naldinho.

O dono de um bar lembrou da situação dele e falou com os clientes para levantar doações para ajudar Naldinho. A história se espalhou e vários clientes e outros amigos entraram em contato para ajudar.

Depois disso, a dificuldade era conseguir encontrar Naldinho, ou simplesmente o Baixinho do Amendoim, como é conhecido. Um policial civil descobriu onde ele morava e fez o contato.

“Foi trabalho pra encontrar, viu! Ele mora numa baixa. Tive que deixar o carro a muitos metros de distância e ir a pé. Cheguei na casa, nem porta tinha, era uma madeira. Quando falei que a gente tava fazendo uma campanha pra ele, ele chega chorou e até me abraçou mesmo sem poder. Tá feliz demais!”, disse o policial.
 
Foto: Reprodução
O pessoal saiu pegando as doações de casa em casa. Eles doaram alimentos, produtos de higiene pessoal, etc, para Naldinho sobreviver à crise, além de uma quantia em dinheiro para ele pagar contas atrasadas.

“Chegou num momento bom porque fiquei sem trabalhar. Eu já tava quase sem nada pra comer e para pagar as contas”, disse Naldinho, que tem cinco filhos.

O Baixinho do Amendoim é uma figura muito conhecida em Campina Grande. Há muitos anos ele trabalha nas festas e bares.

Ele mesmo é quem torra o amendoim e passa a noite pra lá e pra cá tentando vender. “Às vezes é de três da tarde às seis da manhã”, disse ele.

Razões para Acreditar

Nenhum comentário:

Postar um comentário