Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

domingo, 28 de junho de 2020

Morre em Nova Palmeira um dos últimos veteranos que lutaram na 2ª Guerra

Nascido em 23 de agosto de 1923 no sítio Alagamar, em Nova Palmeira, Chico era o único pracinha vivo no município
Foto: Arquivo familiar
Chico Tranquilino
Morreu na última quinta-feira (25) em Nova Palmeira, aos 96 anos, o atirador de elite da Força Expedicionária Brasileira (FEB), Francisco Caetano Sobrinho, mais conhecido por Chico Tranquilino. O veterano atuou durante a Segunda Guerra Mundial nos anos de 1944 e 1945, quando tinha apenas 21 anos.

Nascido em 23 de agosto de 1923 no sítio Alagamar, em Nova Palmeira, Chico era o único combatente vivo no município. O soldado foi um dos 25 mil militares brasileiros que constituíram a FEB ao lado dos aliados na campanha dos pracinhas na Itália contra os alemães que ocupavam aquele país.
 
Quadros, escudos e gravuras que relembram
a 2º Guerra Mundial - Fotos: Arquivo familiar
Um novo amor e a partida
Em 1992, aos 69 anos, se apaixonou e começou um namoro com a jovem Edjanice, de 13 anos, que correspondeu o amor de Tranquilino com a mesma intensidade. Depois de anos namorando, resolveram se casar em 2003 no religioso. Dez anos mais tarde, a união era registrada também no civil, em 12 de dezembro de 2013.

A morte do guerreiro foi na própria casa, em Nova Palmeira, em decorrência de uma parada respiratória, precisamente à 1h50 da madrugada.

Casamento no religioso (esq) e no civil
Fotos: Arquivo familiar
Vídeo do emocionante sepultamento de Chico Tranquilino

Blog NP

Um comentário:

  1. Meu avô, tenho muito orgulho da sua história, sua vida me trouxe muitos exemplos, eu tive os melhores momentos da minha infância ao lado dele... Saudades pra sempre

    ResponderExcluir