Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

domingo, 21 de junho de 2020

PB mantém média de feminicídios e mês de maio de 2020 se iguala a abril no número de casos

Foram 14 feminicídios nos cinco primeiros meses do ano. Abril e maio agora são os meses com maior número de assassinatos motivados por gênero

A Paraíba manteve a média no número de feminicídios, e o mês de maio de 2020 se igualou ao de abril em número de casos. Desde o início do ano, os dois meses são os que apresentam maior número de assassinatos investigados por motivação de gênero, sendo quatro casos em cada mês. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança e Defesa Social (Seds) divulgados pela Lei de Acesso à Informação ao G1. Nos cinco primeiros meses do anos foram 14 feminicídios.

Feminicídio é o assassinato contra uma mulher cometido devido ao fato de ela ser mulher ou em decorrência da violência doméstica. Foi inserido no Código Penal como uma qualificação do crime de homicídio em 2015 e é considerado crime hediondo.

Ao todo, nove mulheres foram assassinadas em maio, sendo cinco por homicídio doloso, quando há outras motivações para o crime ocorrer.

Em relação ao mesmo mês de 2019, o número total tem um assassinato a menos. Em relação ao número de feminicídios, também houve uma diminuição de um caso em relação ao mesmo mês do ano passado.

O mês de março de 2020 é o que apresenta menor número de casos, com apenas um feminicídio em investigação, no entanto, um total de 6 mulheres assassinadas, sendo quatro por homicídio doloso e mais um por lesão corporal seguida de morte - além do feminicídio.

No mês de janeiro, um caso de homicídio foi transferido para as investigações de feminicídio. Na primeira divulgação do G1 com base nos dados da Seds, apenas um caso estava em investigação. No novo boletim, um novo caso foi acrescentado aos casos investigados. Agora são duas mortes por motivações de gênero em investigação que aconteceram no primeiro mês do ano e nove homicídios.

No mês de fevereiro foram três casos de feminicídio em investigação, conforme a Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Seds). A maior diferença entre os meses, no entanto, é no número absoluto de mulheres assassinadas, que varia entre um mês e outro.

Fonte: SEDS
Sobre o número de mulheres assassinadas nos cinco primeiros meses de 2020, janeiro lidera as estatísticas, com 11 mulheres mortas, conforme nova atualização da Seds. Em seguida estão os meses de fevereiro e maio com nove assassinatos cada, depois o mês de abril, com sete mortes e, por fim, o mês de março, com seis assassinatos de mulheres.

Dani Fechine - G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário