Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

domingo, 26 de julho de 2020

Polícia resgata 13 animais silvestres, sendo cinco serpentes, em um único dia na PB

Entre as 7h da manhã até o final da noite, aproximadamente, foram cinco serpentes resgatadas nos bairros dos Ipês, Centro, duas em Mangabeira, e uma em Tibiri, na cidade de Santa Rita

Um dos animais resgatados era um bicho-preguiça
que estava no bairro do Padre Zé - foto ilustrativa
Serpentes, iguanas, bicho-preguiça e até um timbu foram resgatados pela Polícia Militar, por meio do seu Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb), durante esse sábado (25), na região metropolitana de João Pessoa. Os animais foram encontrados em ambientes domésticos e áreas urbanas.

Entre as 7h da manhã até o final da noite, aproximadamente, foram cinco serpentes resgatadas nos bairros dos Ipês, Centro, duas em Mangabeira, e uma em Tibiri, na cidade de Santa Rita. Em média, os animais tinham cerca de 1,5 metros, tamanho relativamente comum das espécies.

Já nos bairros de Tambaú, Castelo Branco, 13 de Maio e Cabo Branco, o BPAmb resgatou seis iguanas. Outras duas espécies de animais também foram resgatados pelos policiais neste sábado: um bicho preguiça que estava em uma calçada no bairro do Padre Zé, e um gambá, popularmente conhecido como timbu, na região da Praia do Sol.

“Todos os animais resgatados foram devolvidos para seu habitat em segurança, distante de ambiente urbano. Caso alguém encontre animais silvestres em suas casas, ou áreas urbanas, a recomendação é ligar para o número 190, informar a Polícia Militar, para o Batalhão Ambiental fazer o correto resgate e soltura dos animais”, relatou o tenente Wellington Aragão, chefe da Seção de Planejamento e Operações do Batalhão.

O policial ambiental lembra também que, até a chegada da equipe técnica, que são os policiais treinados para fazerem este tipo de captura, as pessoas devem manter contato visual com os animais, para evitarem que eles fujam para locais desconhecidos. Porém, não devem tocar ou tentar captura-los. Quem matar os animais, além do risco que isso traz, pode responder pelo crime do artigo 29 da Lei nº 9.605, cuja pena é de detenção de seis meses a um ano e multa.

ClickPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário