Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

SITE OFICIAL DA PREFEITURA DE NOVA PALMEIRA

domingo, 26 de julho de 2020

Três pessoas suspeitas de se passar por agentes de saúde são presas na PB

Eles são suspeitos de aplicar golpes financeiros em idosos, que confirmaram ter caído em golpe aplicado pelo trio

Três pessoas suspeitas de se passar por agentes de saúde
foram presas pela PRF, em Mamanguape, PB
Foto: Polícia Rodoviária Federal/divulgação
Um trio foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na tarde deste sábado (25), suspeito de se passar por agentes de saúde e aplicar golpes financeiros em idosos em todo o estado da Paraíba.

A prisão aconteceu em Mamanguape, durante uma fiscalização na BR-101, Km 38, em frente à unidade operacional da PRF no município. Os policiais abordaram um veículo e verificaram, inicialmente, que o condutor estava com vários cartões bancários, nos bolsos, de titularidades diversas.

Após fiscalização minuciosa, foram encontrados na parte de baixo do painel do carro outros cartões com outras titularidades, totalizando 40. A PRF também encontrou uma maquineta de cartão, quatro aparelhos de aferir pressão arterial, dois aparelhos de aferir glicemia e um aparelho celular.

Os policiais entraram em contato com algumas vítimas, que confirmaram ter caído em golpe aplicado pelo trio. Em um dos casos, a vítima mora em Junco do Seridó, no Agreste do estado, e informou que teve a quantia de R$ 4 mil extraída da conta bancária, além de R$ 500 em espécie.

Outra vítima mora em Patos, Sertão da Paraíba, e informou que os três suspeitos se identificaram como agentes de saúde do governo federal. Ao receber o trio, que afirmou que ia realizar exames sanguíneos, a vítima percebeu que um cartão bancário e um aparelho celular haviam sido furtados.

Na fiscalização, o trio não soube explicar a origem do material apreendido. Apenas uma mulher do trio tinha antecedentes criminais. Ela e outros dois homens foram detidos e encaminhados à Polícia Civil de Mamanguape. Eles serão investigados e poderão responder por crimes de estelionato, furto e falsidade ideológica.

G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário