Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

UFCG identifica alta de casos de coronavírus; Estado vê queda

Levantamento projeta que, até este sábado (26), o estado deverá haver registrado 120.742 casos da doença

Um relatório divulgado nessa segunda-feira (21) pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) aponta para um aumento no número de casos do novo coronavírus na Paraíba. O estudo, elaborado por professores e estudantes do curso de Engenharia de Produção, analisa os número da Covid-19 e estima os valores de novos casos e óbitos para a semana seguinte

O levantamento projeta que, até este sábado (26), o estado deverá haver registrado 120.742 casos da doença, contabilizando 2.763 mortes. As estimativas foram obtidas através de modelagens e simulações de séries temporais, buscando-se, dentro de uma margem de erro esperada, identificar padrões que venham a sinalizar comportamentos nas curvas, tais como: tendências, achatamentos, variações aleatórias, entre outras.

Projeções assertivas

Conforme o estudo, sobre as projeções entre os dias 13 e 19 de setembro, os casos estimados na Paraíba ficaram em 116.867 e 2.695 óbitos, ficando os valores reais em 116.588 casos e 2.695 falecimentos. Considerando as projeções de 7 dias, houve uma precisão de 100%. Ou seja, de setenta projeções, dia a dia, 70 ficaram na margem de confiança. Para as projeções de 7° dia, todas foram assertivas.

Crescimento no número de casos

Ainda de acordo com o estudo, a taxa de crescimento de casos na Paraíba, considerando a soma dos casos nas semanas dos dias 6 a 12 (3.176) e 13 a 19 de setembro (3.882), teve uma alta de 22,23%. Sobre os casos acumulados nessas semanas, o aumento foi de 3,4%.

Novas projeções

O estudo indicar que Paraíba deverá chegar aos 120,74 mil casos, podendo alcançar, na margem, 123,89 mil até 26 de setembro. A persistir essa projeção, um crescimento de 3,52% deverá ser observado em relação ao registrado no dia 19 de setembro. Com relação aos óbitos projetados, a expectativa é de 2.763 falecimentos, podendo a projeção ficar entre 2.703 e 2.838, dentro da margem de erro. Se a projeção se concretizar, um aumento de 2,52% terá sido registrado em relação aos óbitos acumulados anotados na semana passada.

Dados

O projeto estuda dados obtidos através do site da Universidade Johns Hopkins (EUA) e do Ministério da Saúde e governos da Paraíba e São Paulo. Também conta com a colaboração do estudante Pedro Barbosa (UAEP/CCT).

UFPB vê tendência de queda

De acordo com os pesquisadores e professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Marcelo Ferreira e Hemílio Coêlho, desenvolvedores de uma plataforma digital do Observatório de Síndromes Respiratórias do Departamento de Estatística da instituição, no caso da Paraíba, os dados mostram evidências de que já ocorreu um pico de casos. As previsões apontam para uma tendência de diminuição dos casos e mortes no estado.

Na última sexta-feira (18) a Paraíba completou seis meses desde que o primeiro caso de paciente com infecção por Covid-19 foi registrado no estado. Até a última atualização local de dados sobre a pandemia, fornecida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) em boletim divulgado nesta terça-feira (22), o número total de casos notificados foi de 117.495, com 2.729 mortes. O primeiro óbito foi comunicado no dia 31 de março.

SES também enxerga queda nos números da Covid-19

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que não vai comentar os dados divulgados pela UFCG. Na tarde desta terça-feira, o órgão divulgou uma nota confirmando uma tendência de queda nos números da pandemia no estado.

A publicação mostra que a Paraíba está vivenciando um platô, no qual não há grandes alterações no comportamento da doença, com tendência de queda nos óbitos ocasionados pelo novo coronavírus. De acordo com o 55º Boletim Epidemiológico Covid-19, o pico da doença ocorreu entre os meses de maio e junho, quando os dados apresentam o início da diminuição nos óbitos pelo agravo.

Portal Correio

Nenhum comentário:

Postar um comentário