Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Suspeito de matar adolescente de 16 anos com um tiro na cabeça é preso em Alhandra, na PB

Homem foi preso escondido em uma mata na zona rural do município, com uma faca e uma enxada. Arma do crime ainda não foi encontrada

Diligências de quando o feminicídio aconteceu na cidade de Pedras de Fogo,
na Paraíba, na segunda-feira (28) - Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

O suspeito de matar uma adolescente de 16 anos na segunda-feira (28), com um tiro na cabeça, foi preso preventivamente nesta quarta-feira (30), em Alhandra, na Paraíba. O crime aconteceu na mesma cidade e o homem seria o ex-namorado da garota. Ele foi preso escondido em uma mata na zona rural do município, com uma faca e uma enxada. A arma de fogo usada no crime ainda não foi encontrada.

Se Inscreva no Canal do Blog NP no YouTube, onde a Paraíba é destaque

👇🏿👇🏿👇🏿

https://www.youtube.com/channel/UC_AiaIIqY22lPguWaW1isVQ/

Conforme o Delegado do Núcleo de Homicídio da 6º Delegacia Seccional de Polícia Civil de Alhandra, Marcos Paulo Sales, a prisão foi realizada pela Polícia Militar, depois que foi informada por uma denúncia do local do esconderijo do suspeito. Após irem ao local, ele foi pego. E, em seguida, encaminhado para a delegacia de Alhandra.

Ainda segundo a Polícia Civil, ele teria, informalmente, confessado o crime à PM. O homem também teria dito que deixou a arma usada para matar a ex-namorada cair no local do crime. De toda forma, o suspeito ainda será interrogado oficialmente pelo delegado.

A adolescente foi morta com um tiro na cabeça em uma rua próxima de casa. A vítima estava bebendo quando o suspeito se aproximou e, de imediato, atirou na cabeça da ex-namorada.

A adolescente estaria separada do suspeito há cerca de três meses, conforme testemunhas relataram à polícia. Os relatos também dão conta de que o suspeito era violento e a ameaçava constantemente.

A Polícia Civil segue em investigação, com diligências também para encontrar a arma do crime.

G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário