Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Homem que morreu após ter veículo atingido por carro de luxo, na PB, era baterista da banda Tuareg's

Motorista de uma BMW foi preso em flagrante após bater no carro da vítima em um cruzamento no bairro de Manaíra, em João Pessoa. Ele foi autuado por homicídio doloso

Jailson Bezerra, conhecido como Dainha Batera,  era baterista
da banda Tuaregs - Foto: Reprodução/Dainha Batera/Instagram

O motorista que morreu após ter o veículo atingido por um carro de luxo cujo condutor estava fugindo da polícia na tarde deste domingo (24) no bairro de Manaíra, em João Pessoa, foi identificado como Jailson Bandeira Bezerra. Ela era baterista da banda Tuaregs, onde era conhecida como Dainha Batera. Segundo a Polícia Militar, o condutor de uma BMW não respeitou a ordem de parada dos policiais, fugiu por três quarteirões e foi preso após causar o acidente. Jailson Bandeira não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.

Veja também: A história de um dos piores acidades da história de Picuí com 9 mortes

Nas redes sociais, a banda Tureags lamentou a morte do músico. "Sabe aquele cara de boa, que você nunca via de mau humor? Dainha, cara, infelizmente a gente não vai ter mais você nos shows, mas fica aqui o nosso respeito e gratidão pelo tempo que passamos juntos, pelo cara batalhador que você era", diz a publicação. Jailson Bandeira, além de baterista da banda Tuaregs, também era professor de bateria.

O acidente aconteceu no cruzamento da Avenida Esperança com a Rua Franca Filho, por volta das 16h. Segundo o major Bruno Rodrigues, comandante da Companhia Especializada em Apoio ao Turista (CEATur), o motorista estava em uma BMW vermelha em alta velocidade.

Ainda conforme o major, ao perceber a direção perigosa do motorista, que já havia atingido um outro veículo, policiais deram ordem de parada. O condutor da BMW não respeitou e seguiu em alta velocidade. De acordo com a Políca Civil, ele se negou a fazer o teste do bafômetro.

O acidente aconteceu no cruzamento da Avenida Esperança com a Rua Franca Filho, por volta das 16h. Segundo o major Bruno Rodrigues, comandante da Companhia Especializada em Apoio ao Turista (CEATur), o motorista estava em uma BMW vermelha em alta velocidade.

Ainda conforme o major, ao perceber a direção perigosa do motorista, que já havia atingido um outro veículo, policiais deram ordem de parada. O condutor da BMW não respeitou e seguiu em alta velocidade. De acordo com a Políca Civil, ele se negou a fazer o teste do bafômetro.

A PM começou a perseguir o carro, que passou em alta velocidade por pelo menos dois cruzamentos. No terceiro, o motorista passou sem respeitar o sinal de preferência da outra via e atingiu um carro branco.

Motorista do carro de luxo vermelho fugia da polícia
quando bateu em outro carro em um cruzamento em
Manaíra, João Pessoa - Foto: Yanka Oliveira/TV Cabo Branco

Com o impacto, a BMW ficou destruída e o carro da vítima ainda bateu em outro veículo, que estava estacionado, porém sem ninguém. Equipes do Corpo de Bombeiros estiveram no local para remover o corpo das ferragens.

Segundo o tenente Ribeiro, também da CEATur e que atendeu a ocorrência, o motorista da BMW disse, no momento da prisão, que fugiu da polícia pois não tinha habilitação. "Ele não estava com nenhum documento, mas nos deu um nome e ele mesmo, no ato da prisão, disse que era estelionatário em outro estado e que estava em João Pessoa há uns oito meses", disse o policial.

O suspeito foi levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil. De acordo com o delegado Carlos Othon, o condutor da BMW assumiu o risco dirigindo em alta velocidade e, por isso, foi autuado em flagrante por homicídio doloso com dolo eventual.

G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário