Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Mulher denuncia ter sido agredida por motorista de transporte por aplicativo

Ela registrou um BO na Central de Flagrantes da Polícia Civil, no Geisel. Empresa informa que já bloqueou o motorista e se coloca a disposição da vítima e da polícia

Uma mulher registrou um Boletim de Ocorrência (BO) relatando uma lesão corporal na manhã desta terça-feira (19), junto à Central de Flagrantes da Polícia Civil em João Pessoa, supostamente cometida por um motorista do aplicativo 99. Um exame de lesão corporal feito no Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) comprovou a agressão física.

Se Inscreva no Canal do Blog NP no YouTube, onde a Paraíba é destaque

👇🏿👇🏿👇🏿

https://www.youtube.com/channel/UC_AiaIIqY22lPguWaW1isVQ/

Conforme a vítima, ela foi até o escritório da empresa em João Pessoa, com BO e exame de corpo de delito em mãos, mas ela alega que sua denúncia não foi levada adiante. A mulher também diz que tentou entrar em contato com a empresa via telefone, mas suas solicitações não foram atendidas.

Depois, a 99 se posicionou. Por meio de nota, disse lamentar o ocorrido e registrou quer já bloqueou o motorista, que assim fica impedido de realizar novas viagens. A empresa disse também que está em contato com a passageira para oferecer o suporte necessário e se colocou a disposição das autoridades para colaborar com qualquer tipo de investigação. Destacou ainda que não compactua com qualquer tipo de violência e lembrou que a empresa mantém o telefone 0800-888-8999 para que denúncias do tipo sejam reportadas.

De acordo com o BO, por volta das 9h50 da manhã a mulher pegou uma corrida com o motorista, solicitado através do aplicativo 99POP. Ele teria feito um caminho diferente do trajeto demonstrado no aplicativo e, depois, teria cobrado um valor mais alto.

A corrida custaria R$ 13,40, com o preço final de R$ 12, por conta de um cupom aplicado pela vítima. Entretanto, ao terminar o trajeto, o motorista entregou uma máquina de passar cartão com o valor de R$ 16 a ser pago. A mulher relata que se recusou a pagar os R$ 16 e, assim, o homem começou a lhe xingar.

A partir daí, a mulher se aproximou e ameaçou o motorista de processo, momento em que ele teria descido do carro e lhe dado um murro. Foi quando pessoas que passavam pelo local começaram a se aproximar do veículo e o homem foi embora.

Uma viatura da Polícia Militar passou no local momentos depois, quando a vítima comunicou o ocorrido e foi levada para a Central de Flagrantes. Após registro do BO, a vítima fez um Exame de Lesão Corporal.

A vítima disse ao G1 PB que o motorista seguiu um caminho que não estava no aplicativo, fazendo um trajeto maior e ignorando as sugestões da passageira. Ela relata que sempre deixa a localização do celular ligada e que, inclusive, seu marido estava acompanhando a corrida e questionou o longo caminho percorrido. A mulher afirma ainda que estava acompanhada de sua filha de 16 anos e que o motorista dirigia em alta velocidade.

G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário