Rádio Cenecista de Picuí

VÍDEOS, FOTOS E MATÉRIAS TAMBÉM NO INSTAGRAM

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Suspeita de atear fogo no marido morre após ter corpo queimado em discussão com vizinha em Campina Grande

Vizinha suspeita de cometer o crime disse à polícia que jogou álcool na vítima, que teve o corpo queimado porque estava perto de um sofá em chamas. Mas não tinha intenção de matá-la

Suspeita de atear fogo no marido morre após ter corpo
queimado por vizinha, em Campina Grande
Foto: Reprodução/TV Paraíba

Uma mulher de 44 anos, que teve o corpo queimado após uma discussão com uma vizinha, morreu no fim da manhã desta quinta-feira (18), em Campina Grande. O crime aconteceu na noite da última sexta-feira (12), após a vítima jogar álcool e atear fogo no marido.

Conforme o relato da suspeita à Polícia Civil, o homem teria caído em um sofá. O corpo dele e o móvel estavam em chamas quando a vizinha, de 28 anos, durante a confusão, jogou álcool na vítima, que estava próxima ao sofá e também foi queimada.

O casal foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel (Samu) para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. Devido à gravidade dos ferimentos, eles foram internados em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do local.

De acordo com a unidade hospitalar, a mulher teve cerca de 36% do corpo queimado e apresentou problemas respiratórios. Por isso, foi entubada. Nesta quinta, ela não resistiu aos ferimentos.

Já o homem, de 32 anos, continua internado no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. Conforme a unidade hospitalar, o estado de saúde dele é estável.

Em depoimento, a suspeita de matar a vizinha disse que não tinha a intenção de matar a mulher. Ela está internada, em unidade de saúde não revelada pela polícia, porque estava grávida e deu à luz a uma criança após o crime acontecer.

A delegada Suelane Guimarães, responsável pelas investigações, informou que a polícia vai continuar ouvindo testemunhas antes de tomar uma decisão sobre o caso.

G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário